• André Vendrami

Dia do Orgulho LGBT+. Você sabe como surgiu a data e por que ela é tão importante?



Hoje, 28 de junho, o mundo inteiro celebra do Dia do Orgulho LGBT+. Já se passaram 49 anos do episódio que marcou o surgimento da data especial no calendário mundial, mas muitas pessoas, inclusive parte da comunidade LGBT+, não tem nem ideia do que a motivou. E é sobre isso que vamos falar hoje por aqui.


Tudo começou lá em Nova York, nos Estados Unidos, em 1969. Na verdade, aquela noite de 28 de junho daquele ano foi o estopim da reação de gays, lésbicas e trans cansados de sofrer repressão policial em bares ou reuniões informais que faziam por pura diversão.


Um grupo LGBT+ se divertia no The Stonewall Inn, um bar nova-iorquino, quando uma batida policial os surpreendeu. Os clientes da casa estavam sendo presos por “conduta imoral”. A cena era comum e não era aquela a primeira vez que isso acontecia. Foi então que grupos homossexuais decidiram fazer um levante contra a polícia e suas atitudes repressivas em relação à liberdade e diversidade sexual.


The Stonewall Inn, bar que deu origem à data em Nova York, nos EUA

Por mais duas noites, gays, lésbicas, trans e simpatizantes da causa seguiram lutando contra a polícia e suas batidas em casa noturnas e bares frequentados por membros da comunidade. Foi um momento histórico, de afirmação e guerra contra a discriminação por conta de orientação sexual.


Os frutos começaram a ser colhidos rapidamente. Várias outras cidades americanas também começaram um movimento a favor de diretos dos homossexuais. No ano seguinte, em 1970, com a organização da 1ª Parada do Orgulho LGBT+, o episódio do Stonewall Inn foi lembrado e celebrado. Atualmente, Nova York tem uma das maiores paradas do mundo e o bar, marco do início dessa revolução LGBT+, ainda é frequentado assídua e agora tranquilamente pela comunidade.


O Brasil No Brasil, o dia 28 de junho também é comemorado. Assim como por boa parte do mundo, o mês de junho é dedicado à celebração e à luta por direitos LGBT+. Embora a primeira reunião tenha acontecido por aqui apenas em 1997, São Paulo tem a maior Parada do Orgulho LGBT+ do planeta. Vários eventos em diversas cidades e capitais brasileiras – entre eles, as paradas - marcam o “Pride Month”.

Mas, o Brasil também é, segundo as estatísticas, um dos países que mais matam pessoas LGBT+. Como já dissemos recentemente aqui, os dados são tensos, e a brutalidade da LGBTfobia é assustadora: das mortes de pessoas LGBT+ registradas em 2017, 136 foram com armas de fogo, 111 com armas brancas, 58 delas foram suicídios, 32 por espancamento e 22 por asfixia. Há ainda registro de apedrejamento, degolamento e desfiguração.


No Brasil, de 1º de janeiro até o dia 15 de maio de 2018, 153 lésbicas, gays, bissexuais e transexuais morreram apenas por causa de ódio em função de orientação sexual ou identidade de gênero não-cis. Em 2017, foram 445 mortes por LGBTfobia.


Por isso, há muito ainda a ser combatido e, por isso também, a importância de datas como o 28 de junho, Dia Internacional do Orgulho LGBT+. Aqui, para todos da família Unicorns Brazil, todo dia é de orgulho de sermos sim gays, bis, lésbicas, trans e simpatizantes. Todo dia é dia de luta para que os dias futuros sejam de glória. Feliz Dia do Orgulho LGBT+!

© 2017 by Unicorns Brazil | CNPJ: 27746509/0001-34

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon