• André Vendrami

Conheça alguns projetos de apoio à comunidade LGBT+ que você também pode ajudar

Atualizado: 24 de Out de 2018



O inverno chegou oficialmente e muita gente precisa de ajuda nesse momento. Por isso a importância das campanhas do agasalho, das vaquinhas – sejam elas online ou coletadas “porta a porta” – e de projetos de financiamento que auxiliam instituições que dão apoio a muita gente que precisa. Então, hoje vamos falar sobre ONGs e outras projetos que atuam em prol de pessoas LGBT+ e que merecem todo tipo de ajuda sempre.


Como vocês já sabem, em vários dos nossos eventos da família Unicorns Brazil, nós pedimos algum tipo de colaboração como doação de agasalhos – como no Unicorns Talks – e alimentos – nos treinos grátis do Dia Internacional da Mulher, Pride Week, Páscoa e outros vários – e tudo o que é arrecadado é destinado a instituições como a Casa Florescer e a Casa 1, em São Paulo.


A Casa Florescer é uma ONG que acolhe atualmente 30 travestis e mulheres transexuais. No local, elas recebem atendimento social, psicológico e de saúde, além de apoio educacional, reestabelecimento de vínculos familiares e auxilio à reinserção no mercado de trabalho. Quem quiser conhecer melhor o trabalho realizado lá, o endereço é Rua Prates, 1101.


Evento realizado em maio na Casa Florescer

Além da Casa Florecer, em São Paulo temos também a Casa 1. Desde outubro de 2016, o projeto acolhe pessoas LGBT+s em situação de risco na Rua Condessa de São Joaquim, 277. E tem mais, para dar oportunidades de formações continuadas e processos de atividades artísticas, além de oficinas, workshops, palestras e aulas voltadas para os moradores, moradoras e passantes, os idealizadores criaram o Galpão Casa 1. Aberto diariamente das 10h às 22h, o local fica na rua Adoniran Barbosa, 151, no bairro Bela Vista. Passa lá!


Atividades culturais são desenvolidas no Galpão Casa 1

Mães pela Diversidade

O Mães pela Diversidade é um coletivo nacional composto por mães – em sua maioria - e pais de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. Algumas dessas famílias que fazem parte do grupo perderam seus filhos assassinados por conta da homo e transfobia.


Nascido em São Paulo, o projeto já se expandiu para outros 14 estados brasileiros. Entre todas as atividades realizadas, o coletivo funciona como um espaço de acolhimento e informação para outros pais e mães de LGBT+s, onde eles orientam como dar suporte a filhos LGBT+s e tentam, com isso, diminuir a vulnerabilidade ao sofrimento vindo da homo e da transfobia dentro de casa. O Mães pela Diversidade também proporciona atividades voltadas para pessoas LGBT+s que enfrentam dificuldades nos relacionamentos familiares.


TransMissão

O projeto TransMissão é uma agência de produção de eventos que tem como objetivo contratar para seus serviços apenas equipes formadas por transexuais.


A missão das criadoras, Aline e Rubi, é dar oportunidade a quem precisa mostrar seu potencial. “O nosso diferencial é que só contratamos pessoas trans, sempre visando o profissionalismo e mostrando à sociedade que somos capazes de atuar com maestria naquilo que nos for dado”, explicam elas.


TransMissão só contrata equipes inteiras formadas por pessoas transexuais para eventos que realiza

Transcidadania

O Projeto Reinserção Social Transcidadania, da Prefeitura de São Paulo, tem como objetivo a colocação profissional, reintegração social e resgate da cidadania para a população LGBT+s em situação de vulnerabilidade, atendidas pela Coordenadoria da Diversidade Sexual (CADS).


O programa – que tem 200 vagas atualmente – oferece condições de autonomia financeira, por meio da transferência de renda condicionada à execução de atividades relacionadas à conclusão da escolaridade básica, preparação para o mundo do trabalho e formação profissional, formação cidadã.


Vale lembrar que também existem os Centros de Cidadania LGBTI e o Centro de Referencia e Defesa da Diversidade que são órgãos municipais voltados à comunidade.


TRANSEMPREGOS

E não é só com doação de alimentos, agasalhos e dinheiros que é possível ajudar os projetos sociais com foco em LGBT+s. O TRANSEMPREGOS, por exemplo, tem como desafio reinserir pessoas trans – travestis, mulheres transexuais e homens trans – no mercado de trabalho.


Criado em 2013, o projeto visa facilitar a colocação dessas pessoas no mercado de trabalho e possibilitar que as empresas as contatem, uma vez que muitas delas não podem demonstrar o talento que possuem por conta do preconceito.


Em parceria com várias empresas, os organizadores já conseguiram emprego para dezenas de profissionais, incluindo jovens aprendizes, estagiários, técnicos e profissionais graduados, alguns ocupando hoje postos de grande importância.


Então, se você tem vontade de colaborar com algum projeto voltado ao público LGBT+, esses são alguns exemplos de quem precisa de ajuda sempre. E lembre-se, nem sempre são agasalhos, comidas e dinheiro que as instituições precisam. Em muitas delas há a possibilidade de contribuir com aulas de artes – como pintura, canto, artesanato e afins –, português, matemática e outras disciplinas escolares ou até mesmo com um bate-papo com os acolhidos. Bora ajudar?

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2017 by Unicorns Brazil | CNPJ: 27746509/0001-34